5 dicas para o sucesso do plano de negócios da sua factoring

plano de negócios factoring

Isso também é importante para quem decidiu abrir uma factoring. A factoring é a empresa que realiza a atividade de fomento mercantil e atua em um mercado em pleno crescimento no Brasil. As oportunidades para quem opta por entrar na área são muitas, mas, como para qualquer negócio, é preciso planejamento e dedicação para o negócio decolar.

O plano de negócios serve justamente para isso. Ele é o roteiro que você seguirá para garantir que sua factoring tenha sucesso. Continue lendo este artigo e confira algumas dicas que podem ajudar a montar um bom planejamento!

Plano de negócios: a importância na hora de abrir uma factoring

Um plano de negócios é uma descrição do que você espera do seu negócio e como pretende chegar lá. Isso mesmo: em teoria, o plano é bem simples e nada mais é do que um documento que servirá de direção para evitar e contornar os obstáculos que encontrar pelo caminho.

O tempo que você gasta com seu plano de negócios é um investimento para que as coisas saiam como planejado lá na frente. Mas não é só para isso que seu plano servirá.

Os planos de negócios são usados ​​pelos empreendedores para conquistar investidores e capital para a empresa. Por meio do plano, você transmitirá sua visão para empreendedores avaliarem o potencial do negócio. Eles também podem ser usados ​​para atrair funcionários-chave, negociar com fornecedores ou realizar parcerias.

Em termos simples, um plano de negócios para factoring deve especificar suas metas, as estratégias que você usará para alcançá-las, um mapeamento de riscos e problemas (como entraves burocráticos), a estrutura organizacional de seu negócio e, claro, a quantidade de capital necessária para financiar seu empreendimento e mantê-lo funcionando até gerar lucros.

Parece muita coisa? E realmente é. No entanto, os benefícios de fazer um plano de negócios são inúmeros. O principal e mais importante é mitigar os riscos de abrir um nova empresa e entender como conquistar o equilíbrio até que ela seja lucrativa.

Como montar um plano de negócios para a factoring em 5 passos

Montar um plano de negócios para sua factoring pode ser trabalhoso. Mas, com essas 5 dicas abaixo, esperamos que o processo se torne mais simples para você. Veja só:

1. Pesquise sobre o mercado e os concorrentes

Logo no começo do plano de negócios, você deve fazer um mapeamento do mercado e dos concorrentes. Sua análise de mercado deverá incluir:

  • Descrição do setor: descreva o quão grande é o mercado de factoring, como cresceu no passado, como os líderes da indústria prevêem que crescerá no futuro e outras tendências e características importantes. Em seguida, liste os participantes importantes em seu setor;
  • Preços de mercado: conduzindo essa pesquisa de mercado, você pode obter a melhor estimativa de como deve definir as taxas que serão cobradas na sua factoring e como atrairá clientes;
  • Barreiras: certifique-se de incluir quaisquer barreiras à entrada no mercado que você possa encontrar. Isso pode ser regulamentação, mudança de tecnologia, altos gastos de investimento ou falta de pessoal na área;
  • Pesquisa de concorrentes: agora que você analisou seu mercado-alvo como um todo, pode restringir seus principais concorrentes. Observe sua participação no mercado, pontos fortes e fracos, quaisquer barreiras que eles apresentem, parcerias e assim por diante.

2. Entenda o seu público-alvo

Leve em consideração os fatores geográficos, etnográficos, demográficos e comportamentais! Ou seja, não se limite apenas à renda, idade e local, mas busque entender a fundo quem é o seu cliente. Procure saber qual é a motivação por trás da aquisição do serviço para que você consiga oferecer algo com o maior valor agregado possível!

Mas lembre-se que ao longo do feitio do plano de negócios, é sempre válido ir remodelando o público-alvo para deixá-lo cada vez mais preciso. Afinal, por exemplo, antes de mapear o mercado, a sua factoring terá um determinado público em mente, mas ele pode mudar totalmente depois desse processo inicial.

3. Entenda bem o seu serviço

Agora que você já sabe quem é o seu público-alvo e conhece bem as suas dores, é preciso entender a fundo o que a sua factoring oferece e pensar em como ofertar o serviço de forma que supra, diretamente, as necessidades dos seus potenciais clientes.

Inclua os detalhes do seu serviço e o que fará você se destacar no mercado. Certifique-se de falar sobre como seu serviço atende às necessidades de seus clientes e como ele é diferente de seus concorrentes. Trata-se de enquadrar o problema e também a solução que sua empresa está oferecendo.

4. Tenha um contador

Mesmo que você tenha sido um grande bancário ou já conheça bem esse segmento, talvez seja preciso ter um nível de conhecimento um pouco maior para fazer todos os cálculos necessários na realização de uma operação de factoring e isso deve constar no plano de negócios.

Além de um excelente software operacional, é fundamental que faça opção por um escritório de contabilidade especializado em factoring. Afinal, este é um trabalho que precisa de cálculos relativos as projeções financeiras como ISS, Advalorem, Cofins, informações para COAF, tributos municipais e federais.

5. Defina metas

É simplesmente impossível saber se qualquer projeto deu o resultado esperado caso não se saiba o que esperar. Então, tente criar objetivos facilmente mensuráveis — numericamente, de preferência — que demonstrem a evolução da sua factoring. Você pode pensar em uma quantidade de clientes alcançados, num lucro mensal ou anual etc.

Dica extra: aposte em um bom software para factoring

A gestão da sua factoring será tão boa quanto o sistema que você utilizar para administrá-la. Escolher um software construído especialmente para esse tipo de negócio será um diferencial na hora que seu plano sair do papel. O software permite que você automatize as principais atividades de gestão e ainda otimiza o controle do caixa da empresa.

Entendeu como o plano de negócios pode definir os rumos da sua factoring, ajudando-a a ter um crescimento sustentável ao longo dos anos? Conhece outra dica que pode ajudar novos empreendedores? Deixe um comentário e teremos prazer em respondê-lo!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x