Quais cuidados devo tomar ao abrir uma securitizadora?

Qualquer pessoa que deseja empreender, precisa ter alguns cuidados, e isso não é diferente para quem deseja abrir uma securitizadora. Apesar de existirem muitas vantagens neste negócio, é fundamental tomar alguns cuidados e entender um pouco mais sobre o que é esse mercado para que seja algo realmente lucrativo.

Então, se você é empreendedor e quer saber como abrir securitizadora, preparamos este artigo para tirar todas as suas dúvidas.

Boa leitura!

O que é uma securitizadora?

Resumidamente, a securitizadora é uma organização jurídica que faz o agrupamento de títulos de créditos a vencer de outras empresas, transforma esses títulos de créditos em títulos de alta liquidez e comercializa no mercado de investimentos.

Estes títulos de créditos são oriundos e lastreados pelas vendas a prazo, cartão de crédito, etc, que são vendidos aos investidores interessados.

Este processo pode ser muito interessante para todos os envolvidos, pois as empresas securitizadas (cedentes) conseguem girar seu caixa de forma rápida com os recebimentos antecipados, para a securitizadora que recebe um valor como remuneração e também para os investidores.

Vamos explicar um pouco melhor os conceitos.

  • Cedente: é a empresa que transfere os títulos de créditos para a securitizadora.
  • Securitizadora: é a intermediária, que realiza a operação e transforma os ativos financeiros em títulos de créditos empresariais para serem vendidos no mercado.
  • Investidor: quem compra os títulos e tem a rentabilidade dos direitos creditórios.

Tipos de securitização

Existem 3 tipos de securitizadora, e se você pretende abrir uma securitizadora, é fundamental entender todos eles.

Certificado de Recebíveis

Esta forma de securitização de renda fixa é dividida em dois tipos: imobiliário ou agronegócio. O imobiliário, também conhecido como CRI, envolve créditos imobiliários como prestações em aberto ou contratos de aluguel.

Já o agronegócio, o CRA, são títulos formados por créditos rurais. Os dois são isentos de imposto de renda.

Créditos Empresariais (Debêntures)

Também é uma operação de renda fixa, mas neste caso, ele é formado por créditos de diversas empresas, que buscam captação de recursos.

Algo interessante nesse tipo de securitização é que se uma destes títulos não for pago, existem outros na composição da carteira que podem compensar, reduzindo as chances de perda financeira do investidor.

Fundos de Investimento em Direitos Creditórios

Também chamado de FIDC, é um tipo de securitização onde um grupo de investidores tem um objetivo em comum, e compram cotas que dão direito ao recebimento de uma porcentagem dos retornos do fundo.

5 cuidados para se ter ao abrir uma securitizadora

Como falamos, abrir securitizadora pode ser sim um excelente negócio, mas é fundamental ter alguns cuidados.

Conheça a área

Além de gostar da área financeira, para abrir um securitizadora, é de suma importância que você tenha um conhecimento jurídico e contábil desse tipo de operação e também uma equipe especializada que te ajude a formatar as operações.

Isso certamente vai evitar problemas futuros e multas inesperadas.

Contrate especialistas

Mesmo que você goste do mercado de securitização, não é segredo que é uma área sempre em evolução. Contar com a ajuda de especialistas vai te ajudar a escolher o melhor regime tributário, o tipo da securitizadora e o melhor sistema para você usar no seu negócio.

Tenha capital para investir

Como em qualquer negócio, é fundamental ter um capital para o seu fluxo de caixa. Então, antes de abrir uma securitizadora, avalie quais são os gastos fixos, as variáveis, e garanta a saúde financeira, por pelo menos um período.

Defina o tamanho da empresa

A categoria de securitizadoras regulamentadas é subdividida em três grupos:

  • Créditos Financeiros
  • Créditos Imobiliários
  • Créditos Agrícolas

Então, ao abrir uma securitizadora, um dos cuidados que você deve tomar é entender o tamanho do seu negócio e em qual categoria você vai atuar.

Utilize um sistema de gestão

Este é um ponto fundamental para você garantir o sucesso ao abrir uma securitizadora. A transformação digital é algo que chegou para ficar em todos os setores, e as chances de ganhar competitividade no mercado na sua securitizadora são muito maiores se contar com um sistema automatizado.

Isso vai minimizar seus riscos e otimizar a performance dos seus serviços. E então, está pronto para abrir uma securitizadora? Quer saber mais sobre isso?

Confira o nosso guia completo com tudo o que você precisa saber sobre isso!

 

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Aniversário Decisão Sistemas | 50% de desconto nas primeiras 2 mensalidades

0
Would love your thoughts, please comment.x