Cobrança massificada: como funciona?

Você sabe o que é a cobrança massificada? Essa pergunta é bastante pertinente, pois muitos gestores encontram dificuldades para fazer o acompanhamento constante de todas as contas. Essa dificuldade aumenta ainda mais quando uma determinada empresa conta com uma ampla cartela de clientes.No entanto, quando esse acompanhamento não é realizado da forma adequada, o nível de inadimplência pode aumentar e a empresa pode ter dificuldades para receber todos os créditos devidos e, consequentemente, as receitas podem cair. Nessa situação pode fazer com que o negócio se torne inviável futuramente.Realmente essa questão é muito importante, não é mesmo? Pensando nisso, neste post explicaremos detalhadamente o que é e como funciona a cobrança massificada. Além disso, forneceremos dicas que ajudarão a sua companhia a utilizar esse procedimento. Acompanhe a seguir.

O que é e como funciona a cobrança massificada?

Essa metodologia é focada na quantidade total de devedores e não nos tipos de dívidas. E significa que a empresa pode ser credora de diferentes clientes e de diferentes produtos e, consequentemente, a cobrança será feita de devedores diferentes que adquiriram produtos distintos.

Essa forma de cobrança é muito comum nas instituições financeiras, pois muitas delas oferecem produtos diversificados. Entre eles estão empréstimos, seguros, cartões, investimentos financeiros, entre outros.

Nesse tipo de cobrança, a companhia especializada na área pode fazer diferentes ações com a intenção de acelerar o processo (entrar em contato com cliente mais rápido possível e, assim, conseguir receber o crédito devido rapidamente). As assessorias de cobrancas podem, por exemplo, enviar mensagens SMS, e-mails, fazer ligações ao consumidor etc.

Quais os direitos dos inadimplentes?

O credor tem direito a fazer a cobrança da dívida, no entanto, mesmo estando em débito, o devedor também tem seu direito garantido. Aliás, há limites que devem ser cumpridos na hora em que a empresa fizer a cobrança da dívida.

Por isso, é muito importante estar por dentro do que é permitido fazer ao realizar uma cobrança massificada. Práticas como as citadas abaixo são consideradas ilegais e podem causar constrangimento ao devedor:

  • Ligação em locais de trabalho;
  • Ligações para amigos deixando recado sobre a dívida;
  • Ligações para familiares e também deixando recado sobre a dívida;
  • Colocar listas com nomes dos alunos devedores nos corredores da escola/faculdade;
  • Colocar listas com nomes dos condôminos inadimplentes no mural do edifício;
  • Ligações telefônicas feitas para o ambiente de trabalho, mencionando aos funcionários e/ou ao chefe de que se trata de cobrança de dívidas;
  • Ligações ininterruptas aos finais de semana e horários noturnos.

Qualquer ação tomada pela empresa que está fazendo a cobrança massifica e, que não tenha o objetivo básico de receber a dívida é ilegal. Um exemplo claro é, se o devedor se atrasar para pagar suas dívidas e for vítima de abuso, a lei lhe dará alguma proteção.

Inclusive, o artigo 42 da Lei de Proteção ao Consumidor (CDC), proíbe o comportamento dos cobradores, que exponha o consumidor ao ridículo, que o submeta ao constrangimento ou ameaça de forma injustificada.

É possível utilizar o ajuizamento de dívidas para cobrança massificada?

O ajuizamento de dívidas é uma alternativa para a recuperação do crédito do devedor. Ele permite que o credor conte com a força do Estado por meio de uma condenação judicial ou penhora e até mesmo leilões judiciais, para reembolsar o valor devido.

Caso não tenha sucesso por meios mais fáceis e amigáveis, é possível realizar uma cobrança massificada desta forma. No entanto, ela deve ser avaliada de forma cautelosa para então, fazer o ajuizamento.

O que avaliar no ajuizamento de dúvidas?

Como acabamos de citar, é necessário avaliar com cuidado antes de realizar o ajuizamento de uma cobrança massificada de dívida. Isso porque, podem existir algumas peculiaridades em relação à origem do débito, forma de relacionamento e até mesmo de divergência de interpretação doutrinária pelo juiz, por exemplo.

Antes de chegar nesta etapa, é importante checar se o devedor poderá arcar com o pagamento caso seja condenado. Isso pode ser feito através de uma análise de perfil profissional, renda presumida, entre outras coisas.

O mais comum é que essa alternativa seja utilizada apenas para dívidas de ticket médio mais altos, para que possa haver uma compensação em relação aos altos custos envolvidos com o judiciário.

Quais os outros tipos de cobrança?

Além da cobrança massificada, existem outras formas que tentar receber o valor devido. Abaixo, listamos algumas destas outras alternativas que podem te ajudar nesse processo. Confira:

  • E-mail: esta é uma forma muito útil e prática de lembrar seu cliente sobre o débito. No entanto, nem sempre é efetivo, pois a taxa de abertura pode ser baixa. O ideal é que ele seja aliado de outros recursos para diminuir o risco de inadimplência;
  • Terceirização: a terceirização da cobrança é uma forma de otimizar tempo. Neste caso, é uma equipe externa quem se dedica em entrar em contato e negociar o recebimento da dívida;
  • Protesto cartorial: esta forma é um meio de realizar a cobrança, quando outros recursos já se esgotaram;
  • Cobrança preventiva: essa modalidade é ideal quando o intuito é evitar a inadimplência dos clientes. Nela, o contato é realizado dias antes do vencimento do título;
  • Assessoria jurídica: nesse caso, a situação é resolvida via advogados, através de intimação. Esse método é usado quando não há retorno ou resolução do caso, nem mesmo apelando a outras instâncias;
  • Ligações telefônicas: este é um dos métodos mais tradicionais e oferece a vantagem de conversar diretamente com o devedor para entender a melhor forma de negociar a dívida e restabelecer o crédito ao inadimplente;
  • Correspondência (Carta): elas podem ser enviadas diretamente para a residência do consumidor. Neste caso, é possível contar com o serviço de A.R. (aviso de recebimento), uma garantia que o devedor recebeu a cobrança;
  • Lembretes de pagamento: este podem ser feitos via SMS ou message app. Trata-se de uma forma de avisar sobre o vencimento de prazos de pagamento ou dívidas já existentes, que podem ser regularizadas.

Como fazer o procedimento da melhor forma?

Existem diferentes práticas que ajudaram a sua empresa a fazer esse tipo de cobrança com sucesso e, consequentemente, conseguir receber o máximo possível dos créditos devidos e diminuir os níveis de inadimplência.

Entre elas estão a identificação dos devedores, a contratação de uma assessoria especializada na área, fazer a cobrança com antecedência, premiar quem paga em dia e automatizar os processos. Abordaremos detalhadamente sobre essas questões detalhadamente na sequência do artigo. Continue lendo!

Faça a identificação dos possíveis devedores

A primeira dica é agir de forma preventiva. Sem dúvida, a análise de crédito é uma das principais maneiras de reduzir os níveis de inadimplência pois ajuda a identificar os possíveis devedores. Se uma pessoa já está com muitas dívidas é provável que ela não consiga assumir outra. Em outros casos, pode ser que o indivíduo adquira um produto, mas não consiga pagar todas as prestações.

Agora, você deve estar se perguntando: como é possível ter conhecimento sobre as informações dos clientes? Esse procedimento pode ser feito por meio da consulta dos órgãos de proteção de crédito. Entre eles estão o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e o Serasa.

Efetue a cobrança com antecedência

Há ocasiões nas quais o ideal é fazer a cobrança com antecedência. Isso pode ser feito sem ofender o consumidor. Basta enviar lembretes (pode ser uma mensagem de texto SMS ou e-mail) avisando que a data de vencimento está próxima.

Esse lembrete ajuda o consumidor a lembrar do compromisso e diminui as probabilidades de ele atrasar as parcelas e, consequentemente, ter que pagar mais multas ou juros. Podemos afirmar, portanto, que essa prática é benéfica tanto para o cliente quanto para a companhia.

Faça a contratação de uma assessoria de cobrança

Sem dúvida, essa pode ser a melhor solução para lidar com carteira de cobrança de clientes. Isso porque, essas empresas contam com profissionais especializados nas atividades de cobrança de dívidas e recuperação de créditos. Dessa maneira, aumenta-se as probabilidades do seu negócio receber a dívida do cliente sem entrar em conflito com ele.

Além disso, a sua companhia não precisará lidar com essa tarefa burocrática. Consequentemente, você poderá se concentrar nas questões mais relevantes e que contribuem para o crescimento e sucesso do seu negócio.

A cobrança massificada é um procedimento importante relevante para as organizações que contam com uma grande carteira de clientes. No entanto, nem sempre é fácil lidar com essa questão. Por isso é indicado contratar uma empresa especializada no assunto pois ela já está acostumada e conta com profissionais especializados para lidar com essa questão. Além disso, o seu negócio precisa recuperar os créditos mais rápido possível.

Este post sobre cobrança massificada foi útil para você? Saiba que, se você precisa automatizar os processos de cobrança da sua empresa, nós da Decisão Sistemas podemos te ajudar. Entre em contato com um consultor para mais informações!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x