A importância da securitização para a economia brasileira

As operações de securitização têm influenciado bastante o crescimento do mercado de capitais no Brasil, principalmente nos ramos imobiliário, empresarial e do agronegócio, fato que faz bastante diferença na economia brasileira, já que nos últimos anos a crise econômica tem abalado os mercados e poder econômico do Brasil.

Responsável pela movimentação dos fluxos financeiros tais como títulos recebíveis transformando-os em títulos de valores mobiliários aptos a serem comercializados no mercado financeiro, a securitização se tornou um produto de extrema importância auxiliando no crescimento da economia.

Se uma empresa não consegue conquistar linhas de crédito para investir no seu crescimento, este acontecimento acaba prejudicando a economia do país, já que se ela não consegue investir e aumentar sua representatividade no mercado também não gerará mais vagas de emprego e diminuirá a quantidade de dinheiro girando no mercado. É aí que as securitizadoras entram em campo para auxiliar e apoiar as empresas que buscam por crédito.

A securitização atua com a conversão de uma dívida ofertada pela empresa originadora em título lastreável negociável entre as mais diversas instituições financeiras do Brasil. Os adquirentes de tais títulos podem ser bancos, distribuidoras de valores ou fundos de Investimento.

Assim, a securitização e o mercado de capitais andam de mãos dadas na hora de colocar mais dinheiro em circulação no mercado e ampliar o crescimento do país.

 

Funções da CVM – Comissão de Valores Mobiliários no mercado

O mercado de capitais é um sistema que trabalha na distribuição de valores mobiliários, que são títulos subordinados às regras e a fiscalização da CVM (Comissão de Valores Mobiliários), fato que vai influenciar no modo como estes títulos serão negociados no mercado financeiro.

A CVM foi criada em 1976 pela Lei 6.385/76, que objetivava a fiscalização e a normatização do mercado de valores mobiliários no Brasil.

A fim de distribuir valores mobiliários e trazer liquidez para empresas que buscam antecipação de recebíveis com menos burocracia e a curto prazo, as securitizadoras têm como objetivo fazer a captação desses títulos oferecidos pelas empresas originadoras distribuindo-os entre diferentes investidores, inclusive, diluindo os riscos de perda de capital para quem investe nestes títulos.

 

Ponto positivo para o mercado

A securitização de ativos tem sido muito utilizada por indústrias, empresas do setor terciário e do agronegócio a fim de antecipar recebíveis a custos muito competitivos, muito diferente dos altos encargos que recaem sobre os empréstimos bancários.

Então, é inegável que a securitização no Brasil vem influenciando o crescimento econômico do país e ainda, tem ajudando pequenos e médios empresários que não conseguem ter acesso facilitado a linhas de crédito usuais. Sendo dessa forma, uma excelente alternativa para empresas alçarem novos voos e a economia continuar aquecida.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x