Factoring: quando contratar?

fomento mercantil é regulamentado no Brasil desde 1988. No entanto, ainda há muitas dúvidas sobre o assunto, especialmente das empresas que podem se beneficiar desse serviço.

Basicamente, o fomento é uma atividade comercial que permite às empresas antecipar os valores de suas duplicatas a vencer, e gerar capital de giro imediato para suas operações.

Lá fora, essa atividade é chamada de factoring — e por isso, aqui no Brasil, as empresas que fazem a compra das duplicatas, adiantando o valor para o credor, ganhando o nome de fomento mercantil ou comercial e/ou factoring.

Atualmente, existem milhares de factorings no Brasil, espalhadas por todos os estados, e a contratação de seus serviços cresce cada dia mais.

Mas como saber quando contratar o serviço de uma factoring, o fomento mercantil, é necessário e vantajoso para uma empresa credora? Continue lendo e descubra quando contratar uma factoring!

O que é uma factoring?

As factorings são as empresas responsáveis pelo fomento mercantil. Elas antecipam valores oriundos de vendas a prazo, efetuando o pagamento dos valores correspondentes a estas vendas à vista.

Em termos mais simples, o fomento mercantil é a venda das duplicatas a receber de uma empresa, chamada de cedente, a uma empresa terceira, chamada de factoring, com um deságio/desconto. Com a venda dos recebíveis, a cedente pode obter dinheiro imediato, em vez de esperar semanas ou meses para que seus clientes paguem por uma venda

Dessa forma, o proprietário de uma empresa que busca estabilizar o fluxo de caixa e gerar liquidez instantânea pode usar o serviço de uma factoring para ajudar seu negócio.

Eles podem usar o dinheiro para pagar a folha de pagamento, pagar contas, cumprir obrigações fiscais, comprar equipamentos, aprimorar o marketing, aceitar novos clientes e / ou pedidos maiores e várias outras necessidades comerciais.

Qual a função de uma factoring?

Imagine que você tenha uma duplicata de uma venda que vencerá daqui 60 dias. A função da factoring é comprar essa duplicata, pagando à sua empresa o valor da duplicata na hora, descontado de uma porcentagem chamada de fator.

Essa taxa pode varia diariamente, conforme o volume de oferta e de procura, e depende da factoring escolhida. Todo esse processo pode ser feito em poucas horas, o que garante celeridade na liberação de recursos à cedente.

A factoring, então, passa a ser a detentora do direito daquele recebível. Isso significa que, quando o seu cliente fizer o pagamento daqui a 60 dias, será ela que receberá o valor.

Isso também significa que você não precisará correr risco de inadimplência nem gastar com processos de cobrança, uma vez que a cobrança passa a ser uma responsabilidade da factoring.

A atividade da factoring é legal?

A atividade da factoring é legal e embasada por vários diplomas legais. Vale destacar, no entanto, que o fomento mercantil não é um empréstimo comercial que gera dívidas que devem ser pagas ao longo de um período de tempo bastante longo; é a venda de um ativo, seus recebíveis.

Sendo assim, o fomento mercantil se enquadra como uma atividade comercial, e não financeira, onde a cedente faz a venda dos recebíveis e a factoring passa a ser detentora dos direitos deles.

Quais as vantagens do fomento mercantil?

Uma das grandes vantagens do fomento mercantil é que, independente do tempo de existência ou do ramo da empresa, ele já pode ser solicitado e depende mais da credibilidade dos clientes do que da própria empresa.

Isso torna essa opção mais atraente para pequenas e médias (PMEs) empresas que tenham pouco crédito disponível no mercado. Por não possuirem um grande capital de giro, as PMEs utilizam as factoring para gerar capital de giro imediato.

Esse capital, por sua vez, pode ser utilizado para:

  • Impulsionar um novo negócio: uma empresa recém-aberta nem sempre consegue empréstimos com facilidade, o que dificulta bastante o seu crescimento e desenvolvimento. Com a ajuda das factorings, no entanto, a empresa tem a chance de antecipar seus recebíveis e assim, conquistar novas oportunidades de negócio e promover uma melhor colocação no mercado
  • Divulgar a empresa: a divulgação é a base para que qualquer negócio dê certo — no entanto, pode ser difícil separar orçamento para o marketing quando seu dinheiro está preso em vendas a prazo. As factorings podem ajudar com isso;
  • Acelerar o crescimento: para que uma empresa cresça, é preciso investimento. Com a burocracia dos empréstimos, pode ser difícil conseguir o capital necessário. Além disso, empréstimos representam contração de dívidas, o que pode não ser o ideal para uma empresa em crescimento. O fomento mercantil, por outro lado, possibilita utilizar o dinheiro próprio da empresa para investir seja na compra de maquinário, contratação de pessoal ou outra atividade que permita ao negócio expandir suas operações;
  • Pagamento de dívidas: ninguém gosta de pagar juros, no entanto algumas contas podem vencer enquanto você aguarda pelo recebimento das vendas a prazo. O fomento gera capital de giro para arcar com essas despesas antes que elas incorram em mais taxas. Eles também pode ser utilizado para comprar matéria-prima e manter a produção rodando.

Apesar de ser mais atraente para empresas menores, o serviço de uma factoring pode ser utilizado por qualquer tipo e tamanho de negócio.

Ainda há muito espaço para crescimento do negócio de factoring no Brasil, uma vez que essa é uma opção atraente e menos burocrática para as empresas que precisam oferecer boas condições de vendas para seus clientes mas trabalham com um fluxo de caixa curto.

Para saber mais sobre o mercado de factoring, acompanhe o blog da Decisão Sistemas, especialista no mercado de fomento mercantil!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x