Fomento mercantil: entenda o que é e 5 vantagens

pessoa feliz com o investimento de fomento mercantil

Basicamente, se trata de uma operação comercial em que uma empresa (chamada de cedente) faz a venda de títulos de créditos futuros dos seus clientes a uma empresa terceira, conhecida como Factoring. Nessa operação, a Factoring compra títulos de créditos com o desconto de uma taxa (o fator, que será parte do receita da Factoring) e passa a ser detentora dos direitos de recebimento.

O fomento mercantil vem crescendo no Brasil desde 1982, quando houve a fundação da ANFAC (Associação Nacional das Sociedades de Fomento Mercantil), que hoje já conta com centenas de empresas afiliadas em todo o país.

Os motivos para esse crescimento são inúmeros e se baseiam nas vantagens que o fomento mercantil tem a oferecer tanto para empresas cedentes quando para empreendedores que desejam abrir uma Factoring.

No artigo a seguir, separamos os 5 motivos principais pelos quais as empresas procuram o fomento mercantil para te mostrar porque este é o momento certo de abrir seu próprio negócio!

1. O fomento mercantil incentiva o desenvolvimento da cedente

Realizar vendas a prazo é uma forma de atrair novos clientes e conquistar boas negociações de vendas. No entanto, todo crédito possui um risco inerente e, para manter suas atividades, muitas empresas precisam de fluxo de caixa imediato.

O fomento mercantil surgiu como oportunidade para que essas empresas girem seus capitais e tenham dinheiro para pagar necessidades imediatas. Com o fomento mercantil, as empresas cedentes podem antecipar o recebimento de suas vendas realizadas a prazo por meio da venda dos títulos de crédito.

Receber o dinheiro de uma só vez facilita o controle do fluxo de caixa, melhora a administração e permite tanto a reposição de estoque com pagamento à vista quanto a realização de investimentos em infraestrutura e tecnologias, o que resulta em crescimento a médio e longo prazos — o resultado final são cada dia mais empresas procurando os serviços de uma Factoring.

2. O fomento mercantil permite às cedentes economizarem

Enquanto as vendas a prazo podem ser vantajosas, elas também trazem alguns problemas para as empresas cedentes. Uma venda feita no mês de março por exemplo com prazo de pagamento de 60 dias, só será recebida em maio, sendo que os gastos para produção dos itens comercializados entraram no fluxo de caixa no mesmo mês da venda.

Isso, muitas vezes, pode gerar mais custos com compra de insumos e matérias-primas e problemas de fluxo de caixa, exigindo que as empresas procurem outras formas de crédito. O fomento mercantil, por sua vez, permite que a cedente receba os valores da venda imediatamente, balanceando o fluxo de caixa, e permitindo que ela negocie melhor com seus fornecedores.

Isso possibilita que a empresa conquiste preços menores para compra de matérias-primas e todos os outros itens necessários para continuar as operações.

Veja mais >> Segurança da informação no fomento mercantil

3. O fomento mercantil reduz os riscos para a cedente

Outro motivo pelo qual o fomento mercantil tem crescido e sido muito procurado é que ele reduz os riscos da venda de crédito pela cedente. Toda venda a prazo possui um risco inerente, e pode não ser a especialidade da cedente fazer análises de crédito de seus clientes para entender o nível de risco e controlar melhor suas operações.

A Factoring, por outro lado, trabalha exatamente com isso e, portanto, possui mecanismos para gerenciar melhor o risco de crédito. Isso tira o fardo das costas da empresa cedente, que garante o recebimento imediato do valor de uma venda já realizada.

4. O fomento mercantil reduz a burocracria

Sem o fomento mercantil, as empresas cedentes se veem diante de poucas e burocráticas opções de conseguir dinheiro imediato. Os empréstimos comerciais com bancos tradicionais são a opção mais procurada, mas também a que mais representa burocracia para as empresas.

Quando falamos de pequenos e médios negócios então, a situação pode ser um pouco mais complicada. O motivo é que essas empresas, geralmente, não possuem as garantias necessárias para serem aprovadas em um empréstimo corporativo, o que as deixam com opções em que as taxas de juros podem ser muito altas e as operações arriscadas.

O fomento mercantil, por outro lado, é uma operação muito mais segura e menos burocrática. Por não se tratar de uma operação de empréstimo, não há contração de dívida, desonerando o caixa da empresa. Além disso, as Factorings não exigem uma extensa documentação como os bancos, agilizando o processo e garantindo recebimentos mais rápidos.

5. O fomento mercantil permite à cedente priorizar a administração

Nenhum empresário quer ter que ficar lidando com cobrança de vendas a prazo ou se preocupando com o risco de receber ou não o pagamento de uma venda que já foi realizada.

Com o fomento mercantil, o empresário tem como levantar os recursos para cumprir suas obrigações com muito mais rapidez e facilidade, podendo tomar decisões financeiras e administrativas mais certeiras e confiantes.

Assim, sobra tempo para considerar a oferta de novos produtos, a expansão para novos mercados, o aumento da produção, a incorporação de tecnologias que reduzem os custos operacionais, entre outros aspectos que são o foco do seu empreendimento.

Uma coisa é certa sobre abrir uma Factoring: se você for capaz de conduzir sua pesquisa de mercado e estudos de viabilidade, provavelmente não terá dificuldades para garantir clientes, porque sempre haverá empresas que precisarão do fomento mercantil de tempos em tempos.

Se interessou pelo fomento mercantil e descobriu as vantagens que essa operação pode trazer para a sua empresa? Assine nossa newsletter para não perder nenhuma novidade do blog!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Aniversário Decisão Sistemas | 50% de desconto nas primeiras 2 mensalidades

0
Would love your thoughts, please comment.x